Número total de visualizações de página

sábado, 29 de Junho de 2013

Europa Durão garante que não "dedica um segundo" ao seu futuro

O presidente da Comissão Europeia, José Manuel Durão Barroso, tem sido alvo de forte contestação, nomeadamente proveniente de França, que questionam o seu mandato à frente da instituição europeia, bem como as suas intenções futuras. Contudo, numa curta declaração ao Expresso, Durão assegura que “neste momento” está “empenhado a 100%” no “cumprimento” das suas funções, não pensando nem “um segundo” no seu futuro.
Durão garante que não dedica um segundo ao seu futuro
“Ele não abre o jogo como ninguém”. É deste modo que um colaborador comenta hoje no Expresso a recusa de Durão Barroso em revelar o que pretende fazer, findo o seu segundo mandato como presidente da Comissão Europeia.
Os rumores e especulações vão-se acumulando, num momento em Durão tem sido muito contestado, principalmente pela França. José Ramos Horta, por exemplo, considera que o português seria “um candidato imbatível” a secretário-geral da ONU.
Mas, e na única declaração sobre o assunto que aceitou fazer ao semanário, Durão Barroso afirmou apenas que: “Neste momento estou empenhado a 100% no cumprimento as minhas funções e o meu futuro é um assunto ao qual não dediquei um segundo”.
Fonte próxima do presidente da Comissão Europeia acrescenta que Durão só tomará “uma decisão quando sentir que estão reunidas todas as condições”. Certo é apenas que não avançará para um terceiro mandato à frente da Comissão, como o próprio assumiu recentemente numa entrevista à revista belga ‘Le Vif/L’Express’.
“Francamente, pensa que seria razoável concorrer a um terceiro mandato? Dois já chega…”, afirmou.
Fonte: NM

Sem comentários: