Número total de visualizações de página

sábado, 22 de Novembro de 2014

Experiência mostra impacto de agrotóxicos no organismo

Experiência mostra impacto de agrotóxicos no organismo
Em uma pesquisa realizada pela engenheira química Camila C Braghetto Obst , foram selecionadas duas batatas, sendo uma convencional e outra orgânica, no dia 13/05/2014. Ambas foram colocadas em vidros distintos, nas mesmas proporções, tampados e analisadas por quarenta dias.
Durante a decomposição dos alimentos, foi identificado que enquanto a batata orgânica continuava com aspecto preservado e produzia brotos de seu interior, já a convencional murchou e ficou praticamente imersa pela água que ela mesma liberou. A decomposição exalava forte odor mesmo permanecendo sob vedação, enquanto a batata orgânica teve leve mal cheiro perceptível somente quando o recipiente foi aberto. Esta experiência foram expostas na loja Tutto Natural onde os clientes puderam identificar e acompanhar pessoalmente as diferenças entre elas.
O intuito da engenheira e também proprietária do local Camila C. Braghetto, foi de esclarecer ao público a quantidade de ingestão química através de produtos cultivados com agrotóxicos e seus malefícios. Para Braghetto, a utilização de agrotóxicos e fertilizantes químicos nos alimento provoca maior absorção de grande quantidade de água, além dos próprios resíduos químicos, o que a deixa mais perecível e explica o forte odor lançado pelo alimento, sendo que os orgânicos permanecem bons para consumo por mais tempo, o motivo é o cultivo natural onde cresce absorvendo os nutrientes naturais da terra.
Nos últimos anos, a procura por produtos orgânicos tem crescido consideravelmente. E por consequência disso, Hoje quase todos os supermercados possuem prateleiras exclusivas para esses alimentos além de feiras orgânicas e hortifruti para suprir a demanda.
Segundo artigo científico da Unicamp,os brasileiros tem mudado alguns hábitos na busca de consumir alimentos mais saudáveis e a opção tem sido os orgânicos, termo rotulado para definir produtos cultivados sem agrotóxicos. Desde 2003 foi regulamentada a lei federal nº 10.831para agricultura orgânica, que visa à produção de frutas, legumes e verduras sem adição de adubos químicos ou que contenha o percentual insignificante de pesticidas, com finalidade de aumentar a transição ecológica que é a desintoxicação gradual do solo, água e dos alimentos.
Fonte: http://milenar.org/2014/11/22/experiencia-mostra-impacto-de-agrotoxicos-no-organismo/

Agroecologia e a produção sustentável de alimentos

img_4321
O primeiro passo para começar uma vida sustentável é produzir alimentos orgânicos ou agroecológicos no quintal da sua casa, bairro ou ecovila.
Uma produção agroecológica, ou mesmo orgânica, deve ser diversificada e seguir um calendário biodinâmico. Os alimentos a serem plantados variam a cada época do ano. A cada estação, folhas, raízes, grãos e frutos característicos preenchem a mesa da população do campo. O momento de comer cada alimento é aguardado e sua chegada é celebrada com festas tradicionais da roça.
Com o objetivo de incentivar a produção sustentável de pequenos agricultores do Brasil foi criado o PAIS (Produção Agroecológica Integrada e Sustentável), projeto do Sebrae de apoio a Agricultura Familiar.
Ele propõe um sistema-modelo de produção de hortaliças, de frutíferas e pequenos animais, com apoio e assistência técnica Agroecológica. Os agricultores escolhidos recebem um kit com algumas ferramentas e tecnologias rurais a serem implementadas em sua horta.
Assim, o programa procura trazer mais alimento, trabalho e renda para o campo aliando a agricultura familiar à produção de alimentos saudáveis e sustentáveis.
img_4349
Carlinhos é um dos agricultores que recebeu o kit de ferramentas do PAIS. Ele vive em um sitio de 18 hectares. Preocupado com a saúde, sempre manteve uma produção sem agrotóxicos ou com muito poucos insumos. Sua produção alimenta sua família e ainda sobra alguns produtos que são vendidos aos vizinhos ou no mercado local.
Com a chegada do PAIS, Carlinhos produziu canteiros maiores, com maior diversidade e quantidade de espécies. O incentivo do PAIS trouxe ao Carlinhos uma horta extremamente produtiva.
Mas a produtividade de Carlinhos esbarrou em um problema muito comum entre os agricultores familiares: a dificuldade de escoamento da produção.
Infelizmente, as pessoas da região, moradores e visitantes, não estão acostumados a comprar de pequenos produtores locais.
O mercado diz que precisa encomendar grandes quantidades e que a produção da agricultura famliar é pequena e incerta. Os moradores não compram, alguns porque também produzem suas próprias hortas caseiras. E os visitantes não compram porque não possuem o hábito ou não conhecem os produtores locais.
Uma prática econômica vital para a sobrevivência de qualquer modelo de agricultura sustentável é o consumo pelos visitantes ou pelos moradores do local. Dessa maneira se evita o desperdício de alimentos e da energia gasta com o transporte e comercialização dos produtos.
Procure, sempre que puder, comprar alimentos de produtores locais. Faça parte dessa rede de economia sustentável. Participe ou crie Feiras Orgânicas locais. Essa é uma importante estratégia para diminuirmos a inflação dos alimentos e a dependência das grandes empresas do ramo.
Fonte: http://milenar.org/2014/11/22/agroecologia-e-a-producao-sustentavel-de-alimentos/

Composto do café previne obesidade e doenças associadas

cafe

Ácido clorogênico

Um composto químico presente no café pode ajudar a evitar alguns dos efeitos prejudiciais da obesidade.
O ácido clorogênico, ou ACG, reduziu significativamente a resistência à insulina e a acumulação de gordura no fígado de animais de laboratório que foram alimentados com uma dieta rica em gordura para induzir-lhes à obesidade.
“Estudos anteriores demonstraram que o consumo de café pode reduzir o risco de doenças crônicas como diabetes tipo 2 e doença cardiovascular,” disse Yongjie Ma, da Universidade da Geórgia (EUA).
“Nosso estudo expande esta pesquisa analisando os benefícios associados a este composto específico, que é encontrado em grande abundância no café, mas também em outras frutas e vegetais como maçãs, peras, tomates e mirtilos,” acrescenta Ma.

Efeitos terapêuticos

Além do ganho de peso, a obesidade tem como efeitos colaterais comuns o aumento da resistência à insulina e a acumulação de gordura no fígado. Sem tratamento, estes distúrbios podem levar à diabetes e à deterioração da função hepática.
Para testar os efeitos terapêuticos do ácido clorogênico, os pesquisadores alimentaram um grupo de cobaias com uma dieta rica em gordura durante 15 semanas, além de injetar-lhes uma solução de ácido clorogênico duas vezes por semana.
Eles descobriram que o ACG não só foi eficaz na prevenção do ganho de peso, mas também ajudou a manter os níveis de açúcar no sangue normais e a composição do fígado saudável, sem acúmulo de gordura.

Dose elevada

Mas a equipe é rápida em apontar que o ácido clorogênico não é uma panaceia. Uma dieta adequada e exercícios físicos regulares ainda são os melhores métodos para reduzir os riscos associados à obesidade.
Além disso, os camundongos receberam uma dose elevada de ACG, muito maior do que um ser humano poderia absorver através do consumo regular de café ou uma dieta rica em frutas e legumes.
No entanto, os pesquisadores acreditam que o ácido clorogênico pode se tornar a base de um tratamento para aqueles que precisam de uma ajuda extra. Eles planejam realizar mais pesquisas para desenvolver uma formulação otimizada especificamente para o consumo humano.
Fonte: http://milenar.org/2014/11/22/composto-do-cafe-previne-obesidade-e-doencas-associadas/

Lugares abandonados: 24 locais fantasmagóricos que lhe darão arrepios

Esses lugares abandonados são de dar arrepios!
Dizem que a única coisa permanente no mundo é a mudança. Os livros de história são uma forma de entender a passagem do tempo, mas há também alguns monumentos da vida real que falam sobre passado de suas própria maneira. Embora alguns desses monumentos estejam bem cuidados e protegidos (como o Coliseu, em Roma, ou o Partenon, em Atenas), existem outros, parcialmente ou completamente degradados, que muitas vezes são os mais interessantes.

Lugares abandonados

Abaixo você verá uma seleção de alguns dos lugares abandonados mais fantasmagóricos ao redor do mundo, cada um dos quais tem seu próprio charme especial. Sob toda a poeira, a ferrugem e as rachaduras, existem histórias de pessoas que costumavam viver, orar ou passar por esses locais diariamente. Quando você tenta imaginar as vidas desses indivíduos, cada imagem passar a ter uma aura especial de nostalgia. É como se as pessoas que faziam parte do quotidiano desses lugares simplesmente foram embora e os deixaram sozinhos, e abandonados.
Por outro lado, também é fascinante ver algumas construções que pertenciam aos seres humanos sendo lentamente recuperadas pela natureza: trata-se do famoso círculo natural da vida e da existência. Ao mesmo tempo que nos faz pensar em todos esses aspectos da vida em sociedade versus a natureza, os lugares abandonados a seguir também rendem algumas fotos impressionantes.
Uma observação: algumas das imagens a seguir possuem uma aparência hiper-realista, que provavelmente foram alcançadas graças à técnica de HDR (algo como “Grande Alcance Dinâmico”, em português). Para entender mais sobre o efeito, clique aqui.

24. Torre de Resfriamento em Monceau, Bélgica

lugares abandonados fantasmagóricos mundo
24-
Estas gigantescas estruturas são partes de uma torre de resfriamento de uma velha usina, localizada na cidade de Monceau, na Bélgica. O local em forma de trompete no centro fornecia água quente para a estrutura. O líquido, em seguida, era resfriado enquanto escorria pelas centenas de pequenas calhas e ripas de concreto.

23. Aldeia tomada pelas areias em Kolmanskop, Namíbia

23
Kolmanskop era um pequeno povoado no país africano da Namíbia, que viveu um boom econômico no início do século 20, quando colonos alemães perceberam que a área era rica em diamantes. O aumento da riqueza se deu mesmo após Primeira Guerra Mundial. No entanto, as reservas de diamantes rapidamente começaram a esgotar. Durante a década de 1950, a cidade foi sendo desocupada e logo ficou completamente deserta. Hoje em dia, é visitada por fotógrafos e turistas.

22. A floresta flutuante de 102 anos de idade em Sydney, Austrália

22
Este é o casco do SS Ayrfield, um grande navio a vapor condenado à desmontagem em Homebush Bay, na Austrália, após a Segunda Guerra Mundial. Entretanto, o local que faria o desmantelamento foi fechado. Por isso, este e vários outros navios permaneceram onde estavam e o SS Ayrfield continua lá até hoje. Agora, é uma bela e assustadora floresta flutuante, que serve como um exemplo da capacidade de sobrevivência da natureza.

21. Os fortes no Mar Maunsell, Inglaterra

21
Os fortes foram erguidos na costa leste do Reino Unido, próximos aos rios Tamisa e Mersey, com o objetivo de ajudar a defender as terras britânicas contra um potencial ataque aéreo alemão ou ataques navais durante a Segunda Guerra Mundial. Após ser desativados, em 1950, os locais têm sido habitados por vários novos inquilinos, incluindo operadores de rádio piratas, e pelo “Principado de Sealand”, que afirma ser um Estado independente e soberano.

20. A última casa da Ilha Holanda, Estados Unidos

20
Esta casa fazia parte do que já foi uma pequena e bem sucedida colônia que se localizava em uma ilha da Baía de Chesapeake, nos EUA. A rápida erosão do barro e da costa da ilha, constituída basicamente de lodo, no entanto, deixava cada vez menos espaço para se viver ali. Esta casa foi a última que havia restado na ilha, antes que esta também sucumbisse, em 2010.

19. A cidade-fantasma de Pripyat, Ucrânia

19
19-
Pripyat foi fundada em 4 de fevereiro de 1970, em território hoje ucraniano, próximo da fronteira com a atual Bielorrússia. O objetivo do governo da época era utilizá-la como uma cidade nuclear soviética. Era o lar de muitos dos operários que trabalhavam na usina de energia nuclear de Chernobyl, que ficava nas redondezas. Após o desastre envolvendo a usina em 1986, a cidade teve que ser completamente evacuada e abandonada. Hoje, Pripyat continua sendo uma cidade-fantasma radioativa, e só pode ser visitada por meio de visitas guiadas.

18. A sede do do Partido Comunista, Bulgária

18
A antiga sede do Partido Comunista da Bulgária é toda estranha, tanto do lado de fora como no interior. O edifício possui um formato de disco voador gigante e foi de grande serventia para o governo búlgaro entre 1981 e 1991. Após a queda da União Soviética, porém, o local entrou em decadência. O prédio é agora um fantasma de si mesmo, embora existam planos de restaurá-lo.

17. O parque de diversões Nara Dreamland, Japão

17
O parque Nara Dreamland, inspirado na Disneylândia norte americana, foi inaugurado em 1961. Em 2006, no entanto, foi fechado e, na sequência, abandonado. Agora, é um destino popular para os exploradores urbanos, embora os seguranças do local ainda ocasionalmente patrulhem a região para multar quem tenha invadido a área.

16. As ilhas desabitadas no sudoeste da Flórida, Estados Unidos

16
Estas pequenas estruturas em forma de cúpulas foram construídas em 1981 em Cape Romano, ao longo da costa da Flórida, nos EUA. Estas eram as casas de verão do produtor de petróleo Bob Lee antes de caírem em desuso. O destino das casinhas ainda hoje continua incerto.

15. Moinho abandonado, Itália

15
Este moinho se localiza no chamado Vale dos Moinhos, em Sorrento, litoral sul da Itália, e foi abandonado no ano de 1866. Além deste moinho de trigo, uma serraria operava nas proximidades. O moinho acabou ficando distante do mar após a construção da Piazza Tasso, que elevou a umidade na região e fez com que o local tivesse que ser abandonado.

14. Estação Central de Michigan, em Detroit, Estados Unidos

14
14-
A Estação Central de Michigan foi construída em 1913, na cidade de Detroit, como marco para criar um novo centro de transportes públicos. Vários equívocos e erros de planejamento, no entanto, levaram à sua decadência gradual e inexorável fechamento em 1988. O destino do prédio ainda está sendo decidido, mas, nesse meio tempo, a estação já apareceu em vários filmes e vídeos, inclusive o filme “8 Mile”, do rapper Eminem, e no clipe da música “Beautiful”, também dele.

13. O iate brasileiro submerso, Antártida

13
Este navio fantasma assustador é o Mar Sem Fim (assim em português mesmo), um iate brasileiro que naufragou perto da Caverna Ardley, na Antártida. A equipe brasileira tinha a intenção de utilizá-lo para filmar um documentário, mas os ventos fortes e o mar tempestuoso forçaram a tripulação a abandoná-lo. A água que caiu sobre o barco congelou, rachou o casco e afundou o iate.

12. O teatro abandonado, em Massachusetts, Estados Unidos

12
Apesar do seu nome, o New Bedord Orpheum é um antigo teatro e edifício de entretenimento localizado no estado de Massachusetts, nos EUA. Inaugurado em 1912, acabou sendo fechado em 1959 – e, desde então, já serviu como depósito de tabaco e como supermercado. Agora, a organização sem fins lucrativos Orph Inc. está tentando levantar dinheiro para revitalizar o prédio.

11. Estação abandonada, na região de Abecásia, Geórgia

11
Esta estação de trem está localizada na cidade de Sukhumi, capital da região conhecida como Abecásia, no norte da Geórgia. O local foi abandonado durante a guerra da Abecásia, entre 1992 e 1993. A disputa entre a Geórgia e a Rússia teve um grande impacto negativo sobre a região e a deixou isolada. Mesmo abandonada, esta estação mantém um pouco de sua antiga glória, na forma de detalhes em gesso e móveis de mogno.

10. Casas de madeira abandonadas, Rússia

10
10-
10--
Estas belas construções, primorosamente decoradas, são encontradas escondidas nas extensas florestas russas, onde o isolamento ajudou no processo de preservação. As casas permanecem relativamente intactas até hoje.

9. Cidade subaquática em Shicheng, China

9
Presa no tempo, esta incrível cidade subaquática possui nada mais nada menos que 1.341 anos de idade. Shicheng, ou Cidade do Leão, na tradução, está localizada na província de Zhejiang, no leste da China. Acabou sendo submersa em 1959, devido à construção da estação hidroeléctrica do Rio Xin. A água protege a cidade do vento e da erosão da chuva, por isso as construções têm se mantido em condições relativamente boas debaixo d’água.

8. Estação de metrô abandonada da Prefeitura de Nova York, Estados Unidos

8
Esta estação de metrô fica embaixo da Prefeitura de Nova York. Devido à sua localização, foi dada muita atenção ao seu design, mas as estações próximas garantiram que esta nunca recebesse uma quantidade significativa de passageiros. Além disso, o desenho curvo da estação a tornou insegura para a passagem dos mais novos e mais longos trens. A estação foi fechada em 1945 e, devido a preocupações com a segurança, geralmente permanece fechada, com exceção de passeios exclusivos ocasionais.

7. O hotel de Salto, Colômbia

7
O Hotel de Salto foi inaugurado em 1928, próximo às cachoeiras de Tequendama, na Colômbia. O objetivo do hotel era atender os turistas que visitavam a região para se maravilhar com a cachoeira de 157 metros de altura. O local foi fechado no início dos anos 1990, depois que o interesse pela cachoeira diminuiu entre os turistas. Em 2012, no entanto, o lugar foi transformado em um museu.

6. Túnel de metrô abandonado em Kiev, Ucrânia

6
Esta imagem de um túnel abandonado foi captada no sistema de metrô debaixo da capital ucraniana, Kiev. Muitos dos túneis da cidade estão parcialmente inundados, além de possuírem estalactites penduradas no teto.

5. Base de submarinos abandonada em Balaklava, Ucrânia

5
Embora essa velha base de submarinos na Ucrânia não esteja totalmente abandonada, o anteriormente secreto local perto da cidade de Balaklava ainda é impressionante. Até a sua desativação, em 1993, o lugar foi um dos pontos mais secretos da União Soviética. Corriam boatos de que era até capaz de resistir a um ataque nuclear direto, devido à sua construção no subsolo. Hoje, é um museu naval nacional.

4. Hospital militar abandonado em Beelitz, Alemanha

4
4-
Estas imagens misteriosas fazem parte do complexo hospitalar em Beelitz, na Alemanha. O grande complexo foi construído no final do século 19 e ajudou Adolf Hitler a se recuperar de um ferimento na perna, ocorrido na Batalha de Somme, em 1916. Partes do complexo continuam em operação, mas a maior parte do hospital foi abandonada depois que os soviéticos se retiraram, em 1995.

3. A ilha de Hashima, Japão

3
3-
A ilha japonesa de Hashima conta com uma grande variedade de apelidos, incluindo Ilha do Navio de Guerra (graças ao seu formato) e Ilha Fantasma. Entre o final do século 19 e o fim do século 20, a ilha foi povoada devido ao fácil acesso para as minas de carvão submersas da região. No entanto, como o Japão mudou gradualmente a sua fonte de energia de carvão para o petróleo nas últimas décadas, as minas (e os edifícios que surgiram em torno delas para receber seus trabalhadores) fecharam, deixando uma cidade fantasma isolada que lembra um pouco um navio de guerra fantasma de concreto.

2. As casas arredondadas de San Zhi, Taiwan

2
Estas casas arredondadas de aparência alienígena, encontradas na cidade de Sanzhi, inicialmente iriam servir como um destino de férias, especialmente para os oficiais militares dos Estados Unidos que retornam de seus postos de trabalho na Ásia. Investimentos perdidos e alguns trágicos acidentes de carro, no entanto, obrigaram os responsáveis a fechar o local em 1980, não muito tempo depois de ter sido construído. Infelizmente, os edifícios foram demolidos em 2010.

1. Igreja abandonada na neve

1
O abandono às vezes tem uma beleza peculiar.
Fonte: hypescience

16 cavernas fabulosas que parecem saídas da nossa imaginação

Essas cavernas impressionantes não fazem parte de um mundo de contos de fadas ou algum filme de terror. Elas podem ser encontrados em alguns dos lugares mais remotos do mundo, na Ásia, América do Norte e Europa, e ganharam formas inusitadas e belas principalmente ao interagirem por eras com a água.
Algumas destas cavernas se formam quando a água escoa para baixo através de fendas na rocha calcária. A rocha calcária se dissolve pouco a pouco, formando aberturas. Durante milhões de anos, essas aberturas, e o calcário deixado pelas gotas de água, podem formar as majestosas grutas que você vê aqui.
Outras cavernas foram formadas ao longo de milhões de anos, sendo gradualmente desgastadas pela água de lagos ou do mar.
Se você está pensando em correr para visitar uma delas, vá com calma. Embora algumas listadas abaixo estejam abertas ao público, como a Phraya Nakhon, na Tailândia, a maioria é aberta apenas para aventureiros radicais que precisam obter os seus passes com antecedência. Como você pode ver nas imagens abaixo, as pessoas que recebem a oportunidade de explorar estas belezas naturais estão munidas de vários equipamentos especiais.
Felizmente para nós, quase todas as expedições para as cavernas também levam junto fotógrafos profissionais. Suas sessões de fotos preciosas nos permitem aprender sobre esses lugares misteriosos da Terra que ainda estão praticamente intocados pela humanidade.

1. Son Doong Cave, Vietnã

1
1-
1--
A caverna Son Doong, no Vietnã, é a maior caverna conhecida atualmente no mundo. Ela está cheia de inúmeras maravilhas, incluindo ecossistemas isolados, sistemas climáticos e formações geológicas. Com pelo menos 4,5 quilômetros de extensão e chegando a 140 metros de altura em algumas partes, seu fim ainda não foi encontrado.

2. Cavernda de gelo perto do vulcão Mutnovsky, Rússia

2
2-
Cavernas de gelo como estas formam-se nas geleiras que cercam o vulcão Mutnovsky, na Rússia. Algumas delas são formadas por aberturas que liberam calor e gases chamados fumarolas vulcânicas.

3. Mina de Naica, México

3
3-
As cavernas de minas de Naica, no México, são o lar de alguns dos maiores cristais já encontrados – as formações impressionantes, dignas do Super-Homem, chegam até 11 metros de comprimento e 4 metros de diâmetro. A Crystal Cave, onde estes cristais estão localizados, está fechada ao público por causa de sua profundidade, calor e outras questões. No entanto, uma abundância de imagens foram tiradas para documentar esta caverna de cristal monumental.

4. Caverna glacial de Vatnajokull, Islândia

4
4-
4--
Esta caverna está localizada no glacial Vatnajokull, na Islândia, a maior geleira da Europa. Cavernas como esta se formam devido ao derretimento da água congelada do glacial. Justamente por isso, podem ser bastante perigosas, já que as geleiras estão constantemente quebrando e mudando.

5. Cavernas Batu, Malásia

5
As Cavernas Batu, na Malásia, têm sido utilizadas por colonos chineses e ingleses, bem como o povo indígena Temuan. Os excrementos de morcego da caverna eram extraídos para fins agrícolas, porém atualmente o lugar está cheio de estátuas gigantescas. A boa notícia é que esta maravilha é aberta aos visitantes.

6. Cavernas de gelo Mendenhall, EUA

6
Esta caverna de gelo é parte da geleira de Mendenhall perto de Juneau, capital do Alasca. A caverna espetacular foi esculpida na geleira derretendo água gelada e a incidência da luz solar dá ao lugar um aspecto incrível. Devido às condições de constante mudança em geleiras, não está claro se esta caverna ainda estará por aqui por muito tempo.

7. Caverna em Algarve, Portugal

7
A região do Algarve em Portugal, onde esta caverna está localizada, é propensa a várias formações à beira-mar por causa da solubilidade relativa da rocha na água. Esta caverna específica perto de Lagos é acessível somente via água.

8. Cavernas Glowworms, Nova Zelândia

8
8-
8--
As cavernas Gloworms de Waitomo, na Nova Zelândia, são o lar de um inseto único – o pirilampo Arachnocampa luminosa. Este inseto produz fios brilhantes de seda que descem pelo teto da caverna e brilham para atrair presas inocentes. A soma da gruta escura com os pontos luminosos faz parecer que o local é uma réplica do céu noturno. As cavernas de Waitomo podem ser visitadas na companhia de um guia.

9. Caverna Tham Lod, Tailândia

9
9-
O rio Nam Lang atravessa a caverna Tham Lod, no norte da Tailândia. A caverna está cheia de belas estalactites e estalagmites e é o lar de centenas de milhares de andorinhões do Pacífico, que se adaptaram a passar parte de suas vidas em cavernas.

10. Caverna Kyaut Sae, Myanmar

10
Muito pouco se sabe sobre esta caverna em Kyaut Sae, em Myanmar, com excepção de que o interior foi equipado como um templo budista.

11. Cavernas de Mármore, Patagônia

11
11-
As Cavernas de Mármore da Patagônia são conhecidas pelos reflexos espetaculares que a água turquesa lança sobre o teto de mármore branco da caverna. Elas também são chamadas de a Catedral de Mármore por causa de suas belas formas e arqueamento característico.

12. Antelope Canyon, EUA

12
12-
O Antelope Canyon, no Arizona, foi esculpido por milhares de anos de vento e de inundações relâmpago recorrentes, razão pela qual suas paredes lisas parecem tão suaves e fluídas. Durante a temporada de monções do deserto, inundações perigosas podem ocorrer sem aviso prévio. Estas inundações tomaram as vidas de alguns turistas incautos.

13. Caverna Phraya Nakhon, Tailândia

13
13-
A caverna Phraya Nakhon, na Tailândia, era historicamente um lugar popular para visitas de reis locais por causa da iluminação proporcionada pelos telhados, que desabaram. O pavilhão no centro foi construído para a visita do Rei Chulalongkorn, em 1890.

14. Gruta de Ellison, EUA

14
Este é o fosso da Fantastic Cave, parte da Gruta de Ellison, no estado norte-americano da Geórgia. É uma atração popular para escaladores de fossos – aqueles aventureiros que gostam de rapel em quedas subterrâneas verticais.

15. Caverna Reed Flute, China

15
15-
A caverna Reed Flute, em Guangxi, na China, tem sido visitada por turistas há pelo menos 1.200 anos. A caverna é o lar de uma variedade espetacular de estalagmites e estalactites. Ela foi batizada “Flauta de Junco” por causa das plantas que crescem em sua boca, que podem ser transformadas em flautas.

Abismo Anhumas

abismo anhumas
abismo Anhumas 2
Abismo Anhumas 1
Considerada a maior caverna submersa do mundo, o Abismo Anhumas parece um colossal buraco que fica a 23km de Bonito-MS. É possível acessá-lo através de uma fenda através de 72 metros de descida vertical em rapel. A água é cristalina e muita gente pratica mergulho recreativo no local. Da superfície para baixo há mais 80m de profundidade.
Fonte: hypescience