Número total de visualizações de página

sexta-feira, 29 de maio de 2015

Paraíso - Aqui não há polícia, todos têm trabalho e o salário é bom

Afinal, a cidade perfeita existe. É Marinaleda: o paraíso da democracia socialista em Espanha.
MUNDO
Aqui não há polícia, todos têm trabalho e o salário é bom
Discretamente erguida no centro de Andaluzia, a província mais a sul de Espanha, está uma cidade onde não existe nenhum polícia. Nem é preciso: Marinaleda não assiste a nenhum crime desde 1979.
Na verdade, houve um em agosto do ano passado. O presidente da Câmara, Juan Manuel Sánchez Gordillo, presidente da Câmara de Marinadela desde 1979, organizou um protesto e assaltou supermercados. Depois entregou todos os artigos roubados à população pobre. Mas segundo ele, tal não passou de um “ato de desobediência não violento”.
Também não existem desempregados em Marinaleda. Aqui todos trabalham numa cooperativa agrícola e recebem um salário de 1200 euros mensais.
E ainda, ninguém perde a casa por culpa da crise. Gordillo tem a solução: todos têm autorização para construir um lar gratuitamente e a câmara oferece mesmo os materiais para a obra e entrega um subsídio de 195 euros por cada metro quadrado. Depois, são pagos quinze euros mensais até ao fim da vida. Não podem vender a casa para benefício próprio.
Esta descrição do que parece ser o paraíso democrático na terra é avançada pela Peaceful Warriors. Esta cidade que vive dos campos verdejantes e dourados cobertos por oliveiras e trigo. “Precisamos de repensar os nossos valores, o consumismo da sociedade, a importância que damos ao dinheiro, o egoísmo e o individualismo”, aconselha o presidente da Câmara.
Fonte: NM

Legislativas - Há 410 candidatos do Livre/TdA

Em julho a candidatura cidadã do Livre/Tempo de Avançar vai a votos para ordenar a lista final de candidatos às legislativas.
POLÍTICA
Há 410 candidatos do Livre/TdA
O Livre/Tempo de Avançar recebeu 410 candidaturas às primárias abertas marcadas para os dias 20 e 21 de Junho.
Segundo o jornal i os candidatos a um lugar na Assembleia da República tiveram até esta quarta-feira para concorrer às primárias e a lista integra, entre muitas ocupações, médicos, estudantes, gestores, professores, atores, deputados municipais, biólogos e até uma apresentadora de TV.
Ana Paula Moreira dos Santos (Conhecida por Solange F) apresentou o “Curto-circuito”, da SIC Radical, entre 2004 e 2008 e tal como Rui Tavares e Ana Drago é pré-candidata a deputadas.
Rita Paulos (fundadora da rede ex aequo), a atriz São José Lapa, o jornalista Jorge Wemans (ex-diretor da RTP2, da Lusa e fundador do “Público”), o bailarino e coreógrafo Bruno Cochat, a médica e antiga ativista das Brigadas Revolucionárias Isabel do Carmo, o advogado Ricardo Sá Fernandes, a psiquiatra Ana Matos Pires, o economista José Castro Caldas, o ex-vereador da Câmara de Lisboa Fernando Nunes da Silva e o filho do candidato presidencial Sampaio da Nóvoa, André Sampaio da Nóvoa, também integram a lista.
Fonte: NM

Abril - Índice de Produção Industrial com queda homóloga de 0,5%

O índice de produção industrial apresentou uma queda homóloga de 0,5% em abril, contra um crescimento de 3,8% em março, anunciou hoje o Instituto Nacional de Estatística (INE).
ECONOMIA
Índice de Produção Industrial com queda homóloga de 0,5%
Segundo o INE, esta quebra de 4,3 pontos percentuais "poderá estar influenciada por um efeito de base associado ao crescimento elevado verificado em abril de 2014 (variação homóloga de 4,9%), particularmente intenso ao nível dos bens de consumo duradouro".
Em termos mensais, o índice de produção industrial registou uma subida 1,1% em abril, contra um aumento de 1,7% em março deste ano.
O índice da secção das Indústrias Transformadoras registou uma queda homóloga de 0,5% em abril, contra uma subida 4,3% no mês anterior.
Fonte: NM

Relatório - FIFA apresenta lucro de 310 milhões no quadriénio 2011/2014

A FIFA informou hoje ter registado um lucro de 338 milhões de dólares (cerca de 310 milhões de euros), relativamente a um volume de negócios de 5,7 mil milhões de dólares (cerca de 5,2 mil milhões de euros), em 2011/14.
FIFA apresenta lucro de 310 milhões no quadriénio 2011/2014
A FIFA informou hoje ter registado um lucro de 338 milhões de dólares (cerca de 310 milhões de euros), relativamente a um volume de negócios de 5,7 mil milhões de dólares (cerca de 5,2 mil milhões de euros), em 2011/14.
Para a obtenção deste resultado, aprovado hoje durante o congresso da FIFA, contribuiu significativamente o rendimento obtido com a organização do Campeonato do Mundo do Brasil2014.
"O ciclo 2011/14 foi concluído não só com sucesso desportivo, com o Mundial do Brasil2014, como financeiro", congratulou-se o vice-presidente da FIFA, Issa Hayatou, referindo que tal permitiu aumentar as reservas para 1,5 mil milhões de dólares (cerca de 1,37 mil milhões de euros).
Estas reservas, segundo o responsável financeiro do organismo que tutela o futebol a nível mundial, Markus Kattner, "são indispensáveis para a salvaguarda da FIFA, que depende, em grande parte, dos lucros da organização dos mundiais".
O crescimento registado, refere ainda o relatório da FIFA, ficou a dever-se em grande parte ao aumento significativo das receitas com os direitos televisivos e 'marketing'.
"O Brasil organizou um excelente campeonato do mundo, colorido e espetacular, com os estádios cheios, o que deixou os patrocinadores satisfeitos e traduziu-se num resultado financeiro positivo", adiantou o responsável pela comissão das finanças da FIFA, Issa Hayatou.
Os resultados obtidos, ainda segundo o dirigente camaronês, presidente da Confederação Africana de Futebol (CAF), irá permitir reinvestir no futebol uma grande parte das receitas obtidas.
A FIFA acrescenta ainda que 72 por cento do dinheiro gasto é "investido diretamente no futebol".
Assim, dos 2,2 mil milhões de dólares (cerca de 2 mil milhões de euros) gastos no Mundial do Brasil2014, 476 milhões de dólares (cerca de 437 milhões de euros) reverteram para as 32 seleções participantes.
Face a este resultado, que permitiu aumentar as reservas da FIFA para 1,5 mil milhões de dólares (cerca de 1,37 mil milhões de euros), a FIFA distribuiu entre 2011 e 2014 um pouco mais de mil milhões de dólares (cerca de 918 milhões de euros) em programas de desenvolvimento das 209 federações associadas.
Fonte: NM

INE - Economia portuguesa cresce 1,5%

PIB aumentou 1,5% no primeiro semestre do ano. Mais 0,1% do que era estimado.
ECONOMIA
Economia portuguesa cresce 1,5%
O Instituto Nacional de Estatística (INE) reviu hoje em alta as suas estimativas de crescimento da economia portuguesa no primeiro trimestre, para 1,5%, face à anterior previsão de 1,4%.
Recorde-se que há 15 dias, a estimativa rápida das Contas Nacionais do primeiro trimestre de 2015, dava conta de um crescimento de 1,4%, o que representava um crescimento de 0,4% em comparação com o mesmo período do ano passado.
Já esta manhã, o Programa de Estabilidade anunciava um crescimento de 1,6%.
O INE acaba de revelar as contas finais e revela que este crescimento é o resultado do contributo positivo da procura interna e negativo da procura externa líquida.
Fonte: NM

Tragédia - Papa vai receber os pais das vítimas da tragédia do Meco

Encontro acontecerá em junho, no Vaticano.
PAÍS
Papa vai receber os pais das vítimas da tragédia do Meco
O Papa vai receber os pais das vítimas do Meco, avança a TVI. O encontro realiza-se no dia 24 de junho, no Vaticano.
Recorde-se que a morte de seis estudantes da Universidade Lusófona a 15 de dezembro de 2013 esteve no centro da atualidade durante meses, arrastando-se até aos dias de hoje dúvidas sobre o que se terá passado naquela fatídica noite.
João Gouveia, então dux da Lusófona, não foi indiciado por qualquer crime, continuando por confirmar a possibilidade de as mortes terem ocorrido no contexto de uma praxe académica.
Os pais continuam à procura de respostas.
Fonte: NM

quinta-feira, 28 de maio de 2015

Fundamentalismo religioso poderá ser considerado doença mental

fundemantalism
Dizem por aí que tudo que é exagerado faz mal. No caso do fundamentalismo religioso, esse exagero pode ser tão ruim a ponto de ser considerado uma doença. É o que defende a neurologista Katheleen Taylor, da Universidade de Oxford (Inglaterra).
Segundo ela, pesquisas desenvolvidas recentemente sugerem que em breve seremos capazes de tratar o fundamentalismo religioso e outras formas de crenças ideológicas potencialmente prejudiciais para a sociedade como uma forma de doença mental.
Ela fez essa afirmação durante uma palestra no Festival Literário Hay, que aconteceu no País de Gales, na última quarta-feira. De acordo com ela, as ideologias muito radicalizadas em breve poderão ser vistas não como uma escolha pessoal, feita com base no livre-arbítrio, mas sim como uma categoria de transtorno mental. Katheleen também disse que os novos estudos da neurociência poderiam considerar extremistas, por exemplo, os integrantes do Hamas (Movimento da Resistência Islâmica), como pessoas com doença mental, ao invés de criminosos terroristas.
Prevendo o choque da sociedade, a neurologista disse: “Uma das surpresas pode ser a de ver pessoas com certas crenças como pessoas que podem receber tratamento médico por conta disso”.

Muito além do islamismo…

Para Katheleen, o rótulo do que pode ser considerado “fundamentalismo” é um tanto abrangente, e pode ir além do que você imagina. “Eu não estou falando apenas dos candidatos óbvios, como o islamismo radical ou alguns cultos mais extremos. Estou falando sobre coisas como acreditar que bater nos filhos é normal. Essas crenças também são perigosas, mas normalmente não são categorizadas como doença mental”, afirma.

Complicações morais e éticas

A questão se torna complicada na hora de classificar e rotular coisas como o fundamentalismo. Afinal, o que é ser “fundamentalista”? Outra dificuldade é estabelecer um limite entre o que pode ser considerado uma escolha, consciente e feita com base no livre-arbítrio, e o resultado de uma lavagem cerebral, que pode ser diagnosticada como doença mental.
Do ponto de vista da mente ocidental, por exemplo, a tendência para equiparar “fundamentalismo” exclusivamente com o islamismo radical é muito tentadora, principalmente por conta do teor das notícias que estamos acostumados a ler sobre o que acontece no Oriente Médio. Mas fica a reflexão: quão menos “fundamentalista” que um Osama Bin Laden é uma nação capitalista que bombardeia impunemente regiões civis e urbanas de países como Laos, Camboja e Coreia do Norte?
Aliás, quão menos fundamentalista é uma pessoa que aceita vender todos os seus bens para entregar tudo o que tem a um pastor que garante a ela um terreno no céu?
Em uma escala muito maior, e potencialmente mais frutífera, está o reconhecimento de que todo o domínio das crenças religiosas, convicções políticas e fervor nacionalista patriótico poderiam ser considerados não só perigosos, mas uma ferramenta de manipulação em massa.
“Todos nós mudamos nossas crenças. Todos nós persuadimos uns aos outros para fazer certas coisas. Todos nós assistimos publicidade. Todos nós somos educados e temos experiências com religiões. E a lavagem cerebral, se você deixar, é o extremo disso. É forte, é coerciva, e é como um tipo de tortura psicológica”, declara Katheleen.
E você, o que acha de tudo isso?
Fonte: hypescience